quinta-feira, setembro 16, 2010

Pessoas, olhando para trás é possível ver que muitos kilos ficaram no asfalto e que finalmente, finalmente, depois de anos arrastando uma carcaça de banha para cima e para baixo estou começando a tomar contornos humanos.
Preciso contar isso para vocês (e para mim, para me lembrar bem da sensação, pois hoje devorei um brigadeiro de copinho e um marzipan com chocolate!):
Fui comprar terninhos. O GG ficou um saco!!! Pedi o G! Que gostoso!! (vc pensou que eu teria que pedir o médio, né?? não... esse eu não peço desde os 11 anos de idade... heheeh) e sabem, cabine de tortura de gordo é provador. A gente não consegue vestir as roupas sem bater a bunda na porta ou empurrar a cortina para fora, o treco parece uma câmara medieval: espelhos maldosos para todos os lados, luz fria no topo da cabeça (que forma nas nossas partes inferiores, crateras de dar inveja na lua!), roupas todas umas por cimas das outras e a maior visão do inferno: um barrigão, pernas gordas e esburacadas, papadas caindo por todos os lados, braços de halterofilista e cara de lua (ah é, esqueci a corcova de camelo), enfim, calcinha de uma cor, sutiã de outra e um desejo de vingança no olhar: quem foi o filho da puta que levou meu corpo embora e vomitou esse bagaço??
Bom, enfim, depois de muitos anos da cena acima, pedi o G. E bom, a mágica que eu tenho que contar é que: a cabine de tortura de gordo ainda continua sendo uma cabine de tortura: vc entra lá dentro e começam as promessas, desilusões e a raiva mortal, mas sabem, depois de muito e muito tempo, o treco que me encarou do outro lado do espelho era humano. Humano. Tipo. Humano gordinho, celulite, calcinha de uma cor, sutiã de outra, mas ainda assim, tinha formas humanas. Tinha cintura. Quadril. Braços gordos, porém não eram mais do Arnold Schwarzenegger (mais mole, claro), enfim, um ser humano. Me senti uma mulher, depois de muitos anos. Sabem, foi muito, muito bom! Queria comprar a loja inteira, só para me presentear!! Puxa, vale a pena!! Vou até reler esse post para eu nunca mais comer brigadeiro de colher e marzipã...

Agora faltam 6 kilos, estou confiante e tomando os últimos 2 meses de anfepramona. Agora está bem difícil...

ahhh, comprei um aparelho de ginástica:

o treco gasta 1100 calorias em 45 minutos, será verdade???? Bom, verdade ou mentira, estou fazendo. Menos hoje. Apesar do marzipã... mas vou dormir. Credo, tô um caco...

até mais!