domingo, junho 28, 2009

Domingo de novo

Promessas de Domingo (Domingo é aquele dia que antecede a miraculosa e mítica segunda-feira em que todos os problemas da nossa vida poderão começar a serem resolvidos... domingo é aquele dia insuportável que tem Faustão na TV e macarronada na mesa... aquele dia que a gente come prá caramba para poder começar a dieta no dia seguinte... enfim, aquele dia que não devia existir):
Eu juro solenemente voltar a acompanhar os blogs das pessoas que estão em dieta e seguir as dicas que estão lá. Vou aprender a ser um ser humano normal e decente, que não come feito demente. Vou na academia todos os dias. Nunca mais vou comer doces. Nunca mais vou comer frituras. Vou emagrecer. Eu prometo. E sem remédios (ai que merda, cadê minhas bolinhas???? eu estava tão feliz com elas!!! shit...)
Tem que ser. Não aguento mais ser essa orca. Um dia isso tem que acabar, não???
Vou voltar aqui para reportar para vocês como estão sendo meus dias. Eu prometo isso também...

***

Michael Jackson

Não vou chover no molhado, quando alguém morre o assunto fica exaustivo, só se fala no cara, morte, conspirações e bizarrices. Eu não era fã, mas me perdoem os fãs, pois vou sentir falta dele por um motivo nada católico: ele me fazia rir.
Não importa o que estivesse acontecendo na minha vida, até na fila do pronto-socorro eu soltava uma gargalhada gostosa cada vez que me deparava com aquela figura magra toda de preto, desde o guarda-chuva (mesmo quando não estava chovendo) ao fundilho da cueca, pele cor-de-giz, uns fios pretos no queixo quadrado e com um furo devidamente moldado, sombrancelhas pontudas, nariz de pequinês e batom fúcsia... Desculpem fãs e me desculpem pessoas de bem, sei que vou para o inferno por causa disso, mas eu não conseguia, simplesmente não conseguia me conter...

***

Livros:

Acabei a série Sookie Stackhouse e recomendo fortemente. Li os 7 livros em 15 dias e já encomendei os outros 2. Como é da Amazon, os livros dão a volta ao mundo antes de vir para cá, então, a essas alturas eles devem estar no Egito conhecendo as pirâmides... Devem aportar por aqui no fim de julho. Até lá, estou tentando ler o Eragon, mas estou achando meio chato...

Segue a ordem dos livros:
1 Dead until Dark
2 Living Dead in Dallas
3 Club Dead
4 Dead to the World (meu preferido)
5 Dead as a Doornail
6 Definetely Dead
7 All Together Dead

Encomendei:
8 From Dead to worse
9 Dead and Gone

E a série True Blood começou sua segunda temporada e eu não tenho mais HBO... Vou ter que esperar para alugar ou alguém me emprestar.

***

Filmes:
Hoje fui assistir a Era do Gelo 3 em 3D. Fofíssimo, amei! Vale a pena e o 3D é muito legal (eu nunca tinha assistido nenhum filme em 3D).


No mais, não sei se assiti mais alguma coisa legal, estou ainda aparvalhada com o negócio do médico me tirar as boletas e com medo da morte eminente...
E bom, uma pessoa postou aqui que teve inclusive um cisto na tiróide por causa das bolinhas, então, melhor eu não tomar mais mesmo.

Bem, não contem para ninguém, mas tenho na bolsa 60 cápsulas de Sibutra, para o caso de eu amanhecer amanhã pesando 100 kilos. Nunca se sabe...

Eu volto essa semana, foi umas promessas acima...

segunda-feira, junho 22, 2009

Olá!

People, vamos atualizar a vida, em vários atos:

Ato 1:
(Voz do Djalma Jorge sussurra): "A Dieta"
Gorda entra no palco de camisola branca e berra para uma platéia estarrecida:
-Estáááá uma merrrrrdaaaaa!!!!!
Murmurinhos na platéia dão a entender que essa gorda é mesmo uma atriz fora de contexto, pois como todo ator humano normal, no palco dessa vida terrestre, ela deveria ter comido duas-colheres-de-arroz-bife-grelhado-salada-verde-e-uma-fruta durante todo o primeiro ato se quisesse mostrar as caras aqui no segundo ato, e olha que cara-de-pau, essa molenga aparece aqui, num blog chamado café com folhas, com essa carona de pau-rosa redonda e reluzente para dizer que está uma merda?! Vaias surgem em todos os cantos da platéia revoltada...
-Ovo nela!!!
- êêêêê!!!
A atriz, aparvalhada responde:
-Dá prá fritar antes??

***
Ato 2:
(Voz do Cid Moreira anuncia): "A pósssss-gra-du-a-çãoooo"
ahhh, Mister Freud... por onde andaste, príncipe negro com asas de borboleta?? Jung explicaria tamanha falácia... ahhhhh... o que terías a me dizer, príncipe das trevas, agora que não apareço nas aulas há mais de um mês, ó mestre dos magos??? Ato falho?? medo de descobrir meu complexo de édipo? será um truque para afogar de vez o meu narcisismo que já não olha para o reflexo no lago por medo de que não caibam os culotes nas margens de tão formoso rio?? óooohhh mister freuuud....

(Tradução: parei)

***
Ato 3:
(Narração do ato pelo Woody Allen): "O remédio de emagrecerrrrr"
É, fui no médico, e vcs precisam saber, que aquele doido me falou que se eu continuar tomando a anfepramona vou morrer, vocês acreditam? Móóórrer! Me falou que esse remédio mata e que tem os mesmos efeitos que a cocaína (e eu pensei: a merda é que não dá barato, né cara??) e que cada dia de vida que a pessoa toma isso (lógico, não ia dar para tomar na morte!), é um dia a menos de vida! tendeu? Portanto, se eu tomei 4 meses, vou viver menos 4 meses. E eu tomei Femproporex um milhão de vezes na vida, tenho que considerar menos um milhão de dias?? E se um ônibus me atropelar amanhã? Fico devendo dias??
Pausa para a conta matemática:
hmmmm. Se eu considerar que cada cigarro que eu fumei na vida já me tirou 15 minutos... e todas as vezes na vida que eu tomei remédio de emagrecer eu tenho que descontar um dia da minha vida e se eu considerar um teste de internet que fiz uma vez que me disse que eu morreria com 60 anos, bom, eu acho que... deixa eu ver....
É. Melhor cuidar da alma, pois o corpo já foi.
Vou deixar no meu testamento o meu cachorro (que é uma besta do apocalipse) de herança para esse médico, o que vcs acham??

É lógico que defendi o remédio com unhas e dentes, pois foi o melhor remédio que já tomei na vida, nenhum efeito colateral, nenhuma fome, tudo de bom!! Ok, minha memória foi para o saco, mas quem precisa lembrar de alguma coisa?? Mas bem, apesar da intriga da oposição dizer que sou meio suicida, parei na hora com o remédio e quase não dormi a noite imaginando a foice e a caveira ao lado da cama. Agora vou viver. Mas vou viver gorda. Que merda.

***

Ato 4:
Abertura do Monty Piton "Um dia para esquecer"
Com comentários do Padre Quevedo

Estava eu dormindo e sonhando com o Vampiro Bill (-Vampirrro non exziste!!) da série Sookie Stackhouse quando acordei com uma tremenda porrada na cara (não, não é isso que vc está pensando).
Meu marido abriu a porta do guardarrroupa (ficou horrível na nova grafia, heim?) que fica acima da cama (sabem, cama embutida?) e ela desprendeu das dobradiças e caiu na minha cara. Acordei com uma tremenda dor, não sabia de onde vinha, o que era, quem eu era ou o que acontecia, e daí descobri que aquela porta de madeira maciça tinha despencado na minha cara.
Bom, se o marido soubesse que estava sonhando com o vampiro acho que ele teria tido o maior prazer em ter me jogado a porta no nariz. Então, meninas, tem coisas, que é melhor a gente nunca contar para o marido...
-isso é mmmentira! armário non derruba a porta na cara dazsxs pessoas! a senhora exzstá mmmentinnndo!
-a porta caiu, eu juro! caiu ! caiu mesmo! ninguém tocou nela!
-isso non exziste! a senhorrrra testemunhou o fato?
-tá bom, tá bom, eu não vi nada, tava dormindo.
-que provas a senhorrra tem de que a porta caiu, enton??
-minha cara tá roxa!
-e como a senhorrra non pode saber que em seu sonho a parapsicologia reversa do seu marrrido com ciúme do vampirrro non fez a senhorra ficarr com o olho roxo??
-cuma?


Daí resolvi tentar um outro médico que fosse do meu convênio para pegar uma nova dieta e refazer a receita da maravilhosa anfepramona (que o médico anterior tinha me receitado), mas saí atrasada de casa e, lógico, fui atendida por último. Fiquei umas duas horas na recepção, lendo meu livro de vampiro e deixando a bunda quadrada.
-Vampiro non exziste!!
-Putz, dá um tempo, deixa eu ler em paz...

Aí, entrei lá e ainda meio atordoada com o livro, o médico (que vai ganhar meu cachorro de herança), me recebeu.
-A senhora toma algum remédio?
-Estou tomando anfepramona há 3 meses
-A senhora sabe que anfepramona é fatal??
-Fatal?
-É, fatal.
-Fatal? Para quando? Hoje?
E por aí foi a consulta. Ladeira abaixo.

Depois saí de lá e fui ajudar a minha mãe a empacotar as coisas para mudar para a casa nova. Em um dos guardarroupas (arre!) que estavam fechados há anos, encontrei um ninho de ratos!!
-Ninho de ratos non exziste!! rato non é passaro para fazerrr ninho!!!
-Puta merda.
-A senhorrra está me desrespeitáándo!
-Puta merda. De novo.
Então, continuando, enfiei as magníficas unhas novas (que eu coloquei e por sinal, ficaram ótimas!) num monte de bosta de rato, frangalhos de pastas, fotos comidas, jornais devorados, e bem... uma merda geral. Aí sim, me deu vontade de chorar.

Pausa para a conta matemática:
hmmmm. Se eu considerar que cada cigarro que eu fumei na vida... e todas as vezes na vida que eu tomei remédio de emagrecer ...
ah, e, um conhecido morreu de uma cagada de pomba, então, se eu considerar todas as cagadas de pomba que já tomei na vida e bem... agora esse negócio do ninho de ratos...

E bom, por aí foi meu dia. Tomei porrada do armário, depois tomei do médico, depois tomei dos ratos. E tomei aqui do Padre Quevedo. É, vou dormir.

beijos,

segunda-feira, junho 15, 2009

Sookie Stackhouse e True Blood

Estou enfiada na série da Sookie Stackhouse, cujo primeiro livro é o Dead until Dark, que foi publicado no Brasil (Morto até o anoitecer), mas pelo o que vi foi o unico (desculpem pelos erros, está dif´cil digitar com as unhas postiças) da série a ser publicado por aqui. Então, para quem gosta de vampiros, lobisomens, fadas e afns, essa série é absolutamente deliciosa (e imperdível). Acho que é possível achar as traduções na net, mas não de toda a série ainda, o que é uma pena.

A HBO transformou os livros em série, e a 2ª temporada deverá começar em junho. Uma amiga me emprestou a 1ª temporada e eu gostei bastante, mesmo sendo um bocado diferente do livro.

Recebi os livros na semana passada e já estou no sexto livro. Vale a pena, mesmo!

A historia é assim:

Os japoneses inventam o sangue sintético e para surpresa dos humanos, os vampiros aparecem em público para dizer que não são lenda, mas sim seres reais, que agora podem voltar a viver em sociedade sem prejuízo dos humanos. Sookie Stackhouse é uma garçonete que consegue ouvir os pensamentos das pessoas (o que é muito desagradável e complicado, dependendo da pessoa) e que fica maravilhada quando conhece o primeiro vampiro (o bonitão Bill) e percebe que não pode ouvir os seus pensamentos. Bill aparece para tomar um TrueBlood no bar onde ela trabalha. Ela o salva de traficantes de sangue que querem drená-lo (o sangue de vampiro pode ser usado como droga, além de fazer a pessoa se curar mais rapidamente, ser afrodisíaco, etc.) e aí começa a história dos livros... a história tem sempre um mistério como pano de fundo e toca e leve em preconceitos que a sociedade tem contra as minorias... mas é bem leve, interessante, inteligente e adulto, portanto, diversão garantida.
Só preciso descobrir qual é o 8º livro a série, meu package só tem 7...
E bom, para quem já leu, estou torcendo para ela ficar com o Eric, claro...
A série é boa também, não vejo a hora de começar a 2ª temporada...

Leiam e assistam, vale cada minuto!!


No mais, beijos e até mais news, ok?